terça-feira, outubro 03, 2006

SEISCENTOS E SESSENTA E SEIS

A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são 6 horas: há tempo...
Quando se vê, já é 6ªfeira...
Quando se vê, passaram 60 anos...
Agora, é tarde demais para ser reprovado...
E se me dessem - um dia - uma outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio.
seguia sempre, sempre em frente ...
E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.

Mario Quintana ( In: Esconderijo do tempo)

1 comentário:

Liliam disse...

Lindo!!!! Viva Mário Quintana!!!
Viver cada hora, cada minuto, cada segundo como se fossem os últimos(as).
De que adianta pensarmos no que virá, como será, como estaremos, com quem...se não conseguimos perceber o que se passa ao nosso redor neste exato momento?